inovação,

INOVAÇÕES E O PAPEL DAS UNIVERSIDADES

 A Universidade é sem dúvidas o padrão mais alto de educação conhecido atualmente, e por consequência, sua riqueza de conhecimentos oferecidas aos universitários conferem grande valor para o presente e o para seu futuro. 

Ao longo dos anos, as Universidades têm alterado seu papel desde o início do seu funcionamento, como seu registro histórico primário na cidade de Bolonha, Itália em 1150. Nesta época, as universidades dirigiam-se para conteúdos teológicos e apenas um século depois foi implantado matérias como medicina, matemática e direito.

inovação

PENSAMENTOS CRÍTICOS

         As faculdades têm como objetivo desenvolver teorias e práticas para que por fim o aprendiz desenvolva um pensamento crítico em relação ao seu aprendizado. 

O pensamento crítico é fundamental para desenvolver grandes líderes e profissionais. Intelectuais que atuam em suas respectivas áreas que não praticam os pensamentos críticos tendem a não ter boas relações e bons retornos daquilo que exercem. 

O papel da Universidade pode ser, sem dúvidas, questionado a qualquer momento, porém é inegável que sua fonte de informações transmitidas seja durante um curso, palestra, ou qualquer outra modalidade presente dentro das faculdades é empiricamente de vital importância para o desenvolvimento das classes sociais em busca de melhorias estruturais na sociedade em geral.

Transformação

  Os graduados possuem dentro de suas limitações, papel de continuações históricas para o desenvolvimento da sociedade. Usando exemplos práticos, podemos observar o papel do professor na sociedade. 

Sem esta profissão, não há outras. Dentro deste contexto é possível analisar o quanto é transformador o papel da universidade dentro dos seus pontos cruciais, alterando a forma de visão geral num mundo decante, principalmente encarando a realidade brasileira. 

Estas atividades não se limitam a nenhum tema, expandindo-se as questões sociais, regionais e sustentáveis. Sua importância provém da manutenção destes três aspectos citados.

Sociedade

Para uma transformação social, deve-se atingir desde as classes sociais mais baixas até as mais altas, para que harmoniosamente os desenvolvimentos socioeconômicos caminhem lado a lado, equilibrando a luta constante entre as mesmas. 

Sendo assim, projetos governamentais buscam resgatar aqueles que tiveram pouca ou nenhuma oportunidade acadêmica e social. 

Desta forma, pode-se alcançar objetivos de valor incomensurável. Quando se tem apenas uma parcela da sociedade desempenhando pensamentos críticos, é possível supor que este pensamento não se torna mais crítico e sim dominante, pois não há quem contraponha.

Profissões do futuro: conheça carreiras na área de tecnologia e inovação

Sustentabilidade

Aquecimento global, enchentes, queimadas, desastres naturais são recorrentes na nossa realidade. O papel da Universidade em prol da diminuição do desgaste da natureza é justamente na formação de profissionais qualificados para lidar com estas situações. 

Profissionais relacionados às ciências biológicas trabalham arduamente com base naquilo que foi lhe passado nos teus tempos de universidade. Sendo assim, inovações tecnológicas e práticas são indispensáveis na continuação deste processo.

inovação

INOVAÇÕES

         As inovações dentro das Universidades induzem os pesquisadores a procurarem novas maneiras de conduzir suas pesquisas de campo, informando os alunos com mais precisão para que tenham profissionais com perfis afiados. Inovações tecnológicas foi tema central da SciBiz 2019, realizado na USP. 

A produção de material científico para melhor desenvolvimento dos trabalhos é um tema recorrente e que vive de novos métodos e metodologias. 

A superação de antigos métodos (muitos pesquisadores ainda adotam métodos antigos) é primordial para a inovação tecnológica dentro das faculdades.

 ● Universidades Brasileiras

Dentro dos campus brasileiros, inovações tecnológicas tiveram grande impulso nos últimos 15 anos. Isto se dá por conta da lei da Inovação Tecnológica, nº 10.973, em vigor desde 2 de dezembro de 2004. 

Esta lei permite a facilidade da comunicação e trabalhos em conjuntos entre setores privados e setores públicos. Desta forma, resultados provenientes das pesquisas que tiveram impulso tecnológico transformaram-se em produtos e/ou serviços, sendo colocados à disposição no mercado para todas as classes.

Apesar deste crescimento nos últimos 15 anos, uma queda muito grande aconteceu entre o ano de 2011 e 2017, segundo pesquisas da Insead. Muitos cortes nos investimentos em tecnologia para centro de pesquisas foram feitos pelos governos recentes, sem explicações satisfatórios para os meios científicos. Este fato preocupa, porém, as inovações continuam acontecendo.

Para que haja um pleno desenvolvimento, os alunos necessitam, sem dúvidas, de auxílios tecnológicos dentro das próprias salas de aula, para que no futuro, possam realizar pesquisas científicas em prol da saúde, sustentabilidade e meios sociais. Por consequência, alguns itens podem ser citados.

  •  Ensino à Distância, facilitando e abrindo novas oportunidades para os universitários.
  • As redes sociais fazem parte do nosso cotiano, porém, nos últimos 10 anos essas ferramentes foram implementadas para uso dentro das Universidades com o intuito de facilitar a comunicação entre alunos e professores.
  • Toda Universidade possui plataformas virtuais com um acervo de informações necessárias sobre o curso, notas e todos os outros aspectos necessários para administração do seguimento acadêmico.
  • Bibliotecas virtuais também são dispostas em plataformas ou de forma geral na internet, trazendo grandes facilidades e evitando gastos excessivos em materiais didáticos que são cobrados em grandes quantias.

Published by

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *